quarta-feira, 29 de julho de 2009

Nada será como antes, amanhã- parte I


Cavaleiros marginais. Nossa arma é a poesia!

Suco de aguardente...

Poemas ilegais na contra-mão.



Axé,Brasília!

5 comentários:

LUA DA PAZ disse...

Don Caco, sambador na Arena. Eu vi, cara.

Romulo Narducci disse...

Rod Britto foi a ponte, além da ponte que nos separa, artistas que lutam e comem poeira em prol da evolução da humanidade! Arte liberta! Arte é a única redenção do mesquinho ser humano! Saudações tavernistas ao seu trabalho e de todos os artistas que contigo pelejam nesse Rio embevecedor! Saudações de nós, daqui do outro lado da ponte, da terra do palhaço Carequinha, com todos os resfôlegos bacantes do Uma Noite na Taverna! Evoé!

Philippe Bacana disse...

tava morrendo de preguiça de comentar.
se nao fosse pelo pedido da Raquel e o bigode do Baffo...

Victor Meira disse...

Oié!

sabina anzuategui disse...

ótimo!