quarta-feira, 28 de abril de 2010

É nóis,ném.

A pesquisa e a seriedade de quem a realiza com afinco e presteza. Macunaímas visionários pré-pós-neo refletem sobre o peso da contemporaneidade e descansam depois do almoço.


Raphi(antropólogo,ator,diretor de teatro e performer) e sua pesquisa: "Uma investigação multi-disciplinar da estética do espaço público urbano, da sua relação com a prisão, e dos efeitos exercidos nos dois por projetos de reforma urbana. Com foco no Choque de Ordem, projeto atual de reestruturação no Rio de Janeiro, o estudo apresentará uma análise de estrutura e funcionamento social do espaço público urbano e da prisão. Terá como base prática o desenvolvimento de oficinas e performances colaborativas criadas com “não-atores”, participantes sem reconhecimento nem treinamento formal como artistas, mas que pretendem se expressar através de um trabalho artístico. Essas colaborações artísticas, realizadas tanto na rua quanto na prisão, darão acesso à expressão pública para presidiários e para os principais alvos das atuais reformas urbanas, como vendedores ambulantes. Através da mistura de diferentes metodologias, por exemplo a utilização de performance pública como meio de análise social, o projeto apresentará uma leitura alternativa da estrutura, história, e funcionamento da metrópole."

Pedro, o Victor (bailarino ou seria dançarino? e professor) e sua pesquisa: Na falta do resumo, digo que a coisa toda consiste no método de investigação em dança contemporânea criado por ele. O método das gavetas, inspirado numa imagem surrealista, que mistura dança e literatura. O repertório pessoal de cada candango estaria disposto nessas gavetas-acervo, usadas para motivar o(s) movimento(s)e sua fluência.

6 comentários:

Flávia Muniz disse...

rsss!

macunaimas de plantão!!!
Eu conheço o Pedro!


bjos

Rachel Souza disse...

E conhece o gringo!bjos

Heyk Pimenta disse...

é! massa!
releases de jovens caras legais! gostei! porque não faz uma série?

isaac disse...

peso da contemporaneidade ! totalmente ..
abracao - e depois a gente troca aquela ideia sobre a tailandia !

gringo que fala disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
gringo que fala disse...

é nóis na contemporaneideade. pensando no blog como objeito de manifestações sociológicos dá uma tremenda vontade de jogar goode and hatt para fora da janela. primeiro, porque sou amante da subjetividade. segundo, porque nenhum dos dois sabe escrever o própria sobrenome.