terça-feira, 25 de novembro de 2008

Um leiê laiá diário

Geléia de mocotó em copo de vidro enquanto aguarda o chuveiro esquentar. Aquecedor de merda, 6 horas da manhã de vento frio.Lá onde os pés arderam brasa de queimar sola de sapato. Lá... lá na puta que o pariu de pernas abertas. Lá às 8 em ponto ou mais um atraso na carteira. Bourdieu e os livros não lidos de poeira e medo. Só Jesus parece salvar...

2 comentários:

Gaja disse...

Bourdieu é o excesso desse texto! só consigo pensar nele! Geléia de Mocotó, carteira assinada, Jesus e Bourdieu? hehe
é um comentário de blog, mas não é literário.

Tata Marques disse...

Sójesus! Gosto desse teu excesso.
Inté.