sábado, 15 de março de 2008

Salivando




Meio-dia de uma sexta-feira. Nada no estômago. Nada no bolso.Calor da porra. Saiu à caça de emprego e por isso, estava desde cedo na rua. Andava com dificuldade, seu sapato a castigava, a barriga roncava... Calos, bolhas e desesperança!
Mocinha louca, de temperamento masoquista! Resolveu dar uma passadinha no shopping,um auto-flagelo moderno, andou pelos corredores devidamente refrigerados por horas até ser fisgada por um cheiro inebriante, daqueles que só as coisas calóricas têm. Seguiu seu faro e adentrou a pizzaria com a boca salivando. Prontamente atendida, sentou, pediu e rezou: " seja o que Deus quiser. foda-se o bom-senso!" Pediu uma gigante portuguesa e outra mussarela, deglutiu com a ajuda de cinco chopps. Comeu feito um bicho,a boca brilhante de gordura e o chão cheio de restos. Pediu a conta e levantou, disse ao gentil garçon voltar logo. Fugiu pela janela do banheiro.


#Créditos: Foto de Gustavo Perdigão (gusreal@hotmail.com)

4 comentários:

Gustavo do Carmo disse...

Além de gulosa e alcóolatra é caloteira (hehehe)

dudv disse...

O miserê... abafa ocaso.

Márcio Palmeira disse...

HUUMM!! Pode ser uma só
com legumes...RRSS!!!

Raphael disse...

Ja da enredo para uma outra história, a de como ela consegiu fugir do shopping rsrs